Programa aprendiz

      

Programa de Aprendiz Permacultural

* Entrando como Colaborador – Vaga social – Voluntários  – WWoof *                                    

 

O que é o programa aprendiz?

O programa aprendiz foi criado para viabilizar experiências de integração com a natureza e de aprendizado para a autonomia, possibilitando sermos protagonistas no processo de criação coletiva, servindo como porta de entrada para pessoas em transição para a sustentabilidade e também como uma chave para o despertar da consciência ecológica.

 

É tanto pra quem está começando do zero, quanto para quem já tem experiência, pois todos somos eternos aprendizes! É pra quem quer fazer acontecer e colocar a mão na massa. É pra quem está na busca de algo a mais na vida, algo que dê real sentido à existência, para reconhecer-se como cidadão global e parte do ecosistema, entender e aceitar a missão de cuidar das pessoas, cuidar da terra, compartilhar aumentando, assim, o poder de cura do planeta.

 

Participar de um programa destes é uma das principais formas de empoderamento humano que conhecemos: aqui o aprendiz tem acesso à informações, treinamento, ferramentas, espaços e possibilidades de desenvolvimento de diversas habilidades, projetos e conexões.

 

Estar num lugar selvagem, rústico, sem distrações ou interferências, próximo do objeto de aprendizado, lidando intuitivamente com demandas espontâneas, nos faz repensar nossos pontos de vista, desconstruindo preconceitos e trabalhando o amadurecimento pessoal, moral e espiritual. Aprende-se a alimentar-se melhor; Aprende-se a conviver em grupo, entendendo o espaço de cada um, as necessidades e impactos na relação homem-natureza. Aprende-se humildade perante a vida e os poderes da natureza.

 

Quando imersos na natureza, temos a chance de recuperar hábitos que foram perdidos para as facilidades da modernidade, do consumismo e do capitalismo, revertendo a “grande descapacitação” que sofremos nos últimos anos.

 

Deve-se ter em mente que o trabalho na terra é eterno. Os resultados podem demorar. Por isso, é fundamental o comprometimento, dedicação, e principalmente, que o participante queira estar presente nesses lugares cheios de mosquitos, acordando cedo, suando no sol e molhado na chuva, comendo plantas, aquecendo-se na fogueira e tomando banho de cachoeira. Até perceber que isso é tão simples, e concluir que esse é o trabalho mais nobre que existe:  a preservação humana através da ecologia e plenitude na relação com a nossa Mãe Terra.

 

Nós compartilhamos as ferramentas, o ambiente, e problemas concretos para facilitar a compreensão adequada da interconexão homem-natureza, adaptando a educação ambiental às condições variáveis do meio ambiente, desenvolvendo o senso crítico e habilidades necessárias para resolver problemas ambientais em sua complexidade.

 

Buscamos apresentar para as pessoas uma nova ética, fundada no respeito à natureza, ao ser humano e sua dignidade, ao futuro com qualidade de vida acessível à todos, e o espírito global de participação e integração!

 

O programa de aprendiz não tem a pretensão de ser um curso. É um período de vivência prática e intuitiva, que visa despertar e transformar o observador em agente da mudança.

NOSSA VISÃO DA PERMACULTURA

Entendemos a permacultura como um conjunto de ferramentas para o planejamento e desenvolvimento humano junto à natureza, que reúne éticas, princípios, metodologias e informações de diversas áreas do conhecimento, para a construção coletiva de um futuro mais sustentável.

 

A permacultura integra o observador ao ambiente, é transdisciplinar (passa entre e além das disciplinas), buscando a compreensão da complexidade do mundo e abrange todos os aspectos do cotidiano, desde o nosso microcosmo (dentro de nós), nosso habitat (o local onde dormimos, nossa casa, bairro, até os limites dessa estrutura), ao macrocosmo (nossa cidade, região, país, planeta, universo) e ao infinito (nossa relação com o universo e suas forças) e principalmente a sinergia entre pessoas. Por isso, a consideramos um mecanismo de transformação através do empoderamento e da disciplina consciente.

TREINAMENTO EM ECOLOGIA

O que oferecemos aos aprendizes é a possibilidade de capacitar-se junto à pessoas para desenvolverem seus próprios mecanismos de ação, demonstrando que não há apenas uma maneira “certa” de fazer as coisas, e sim, “métodos mais ou menos ecológicos, mais ou menos eficientes ou viáveis de realizar as tarefas”, conforme a realidade local, tempo e disponibilidade de recursos. Daí, criamos soluções sustentáveis para questões cotidianas relativas à alimentação, plantio e jardinagem, recuperação de solos e manejo da natureza, habitação, bioconstruções, humanização, economia, e qualidade de vida, buscando a regeneração das pessoas e do meio ambiente.

PÚBLICO ALVO

Inventores – Designers – Arquitetos – Engenheiros – Artistas – Estudantes em geral – Pensadores – Inconformados – Grupos – Comunidades – Organizações – Pais, mães e filhos – Educadores – Terapeutas – Fotógrafos – Ativistas – Culinaristas – Ecologistas – Permacultores – Minorias – Oprimidos – Aqueles que queiram participar de nossas aventuras e experiências – Expontâneos – Pessoas envolvidas e interessadas na transição para a sustentabilidade – Questionadores – Hiperativos – Buscadores da verdade – e todos os que sentem o chamado.

 

APRENDIZADOS PARA A AUTONOMIA

Cooperação – Colaboração – Economia de recursos na mais ampla perspectiva – Manualização de ferramentas – Manejo da natureza – Reconhecimento e observação dos ciclos naturais – Preparo de alimentos funcionais – Desenvolvimento de habilidades nunca imaginadas – Raciocínio ecológico – Reconexão com a terra – Aproveitar o dia e as coisas simples da vida – Consciência corporal e motora – Conexão consigo mesmo – Relacionar-se com a própria existência – Descondicionamento de vícios – Honestidade – Auto confiança – Respeito a si e aos outros seres vivos – Altruísmo – Novas possibilidades de produção – Como sobreviver ao declínio global de energia – Harmonia da lucidez – Aprendizado intensivo com erros e acertos – Polimento moral – Apuração do senso crítico no que tange a ecologia moderna – Resiliência – Sinergia – Holismo – Multidimensionalidade dos conceitos – Inteligência emocional – Inteligência da natureza – Inteligência coletiva

 

ROTINA BÁSICA

(múltiplas funções do cotidiano, de responsabilidade de todos)
  • Acordar cedo
  • Ajudar no café da manhã
  • Harmonizar a cozinha para o próximo turno (lavar, secar, guardar, arrumar)
  • Ajudar no almoço
  • Limpar a casa, quartos, quintal, trilhas, horta e etc
  • Cuidar de animais
  • Cuidar das pessoas
  • Cuidar da terra
  • Ajudar no lanche e jantar
  • Cooperar e ter iniciativa
  • Para o grupo de oficinas: organização de materiais, ferramentas e locais, execução de tarefas em bioconstruções, reformas, manejo, hortas, manuseio de ferramentas e materiais diversos, limpeza de áreas e setores, podas, carregar lenha e materiais, afiar e consertar ferramentas, dentre outras tarefas
  • Para o grupo da cozinha: preparos de alimentos diferentes, da cozinha funcional, pratos vegetarianos, veganos, tradicionais, bolos e massas, biscoitos, geleias, queijos, ghee e outras delícias que comemos, lavar a louça com eficiência e rapidez, organizar a cozinha, pia e utensílios, selecionar alimentos, preparar cardápios, gerenciar estoques, cuidar para que nada se estrague, nem se desperdice, dentre outras tarefas.

 

Somos bastante flexíveis, e quem atua com responsabilidade e disciplina consciente, consegue aproveitar muito da vivência e ainda contribuir voluntariamente à resolução de tarefas.

 

Abaixo sugerimos alguns objetivos e direcionamentos a serem observados, em busca de bons resultados, melhor compartilhamento de espaços, cooperação de grupos, inter relacionamentos agradáveis, aproveitamento do tempo e tudo o que envolver pessoas.

 

PRINCÍPIOS EM QUE ACREDITAMOS

  • Respeite o silêncio e aprenda a viver assim, conectado em si
  • Não produza desperdício
  • Valorize as pessoas e suas habilidades
  • Tenha respeito por todas as formas de vida
  • Trabalhe a favor da natureza, e não contra
  • Valorize as bordas, margens e cantos
  • Veja soluções inerentes aos problemas
  • Use combustíveis e energias renováveis
  • Reduza sua pegada ecológica
  • Dedique-se à preservação, regeneração e expansão das paisagens tradicionais
  • Planeje para conservar e aumentar a disponibilidade dos suprimentos de água e captação, mantendo e garantindo sua pureza
  • Trabalhe para aumentar a biodiversidade
  • Cultivo intensivo e diverso dentro de cada nicho e habitat
  • Policultura de alimentos, ervas medicinais, frutíferas e madeiras para uso sustentável
  • Integração multidisciplinar de conhecimentos, práticas e experiências
  • Foco na sustentabilidade de médio e longo prazo
  • Arborização total da paisagem
  • Uso das vocações naturais da terra, das plantas e animais
  • Cooperação e não competição
  • Design partindo de padrões para os detalhes
  • Começar pequeno e aprender com mudanças
  • Aplicar o mínimo de energia para o máximo de resultado
  • Priorizar o uso de recursos e serviços renováveis
  • Calcular a quilometragem da comida e bens que consumimos
  • Integração e globalização da informação útil e relevante
  • e todos os princípios éticos e atitudes básicas da permacultura

 

IDÉIAS CONSOLIDADAS

Resoluções ecológicas para a sustentabilidade de comunidades intencionais

 

  • Quando estiver chegando, desligue seu celular ou coloque no modo SILENCIOSO
  • O sucesso coletivo deve estar acima dos interesses pessoais
  • Tudo deve ser bem planejado, incorporando boas idéias, facilitando o surgimento de soluções plausíveis, práticas e funcionais
  • Todos devem perceber-se como parte integrante do planeta, e não um mero consumidor dele. Consequentemente, entender-se como elemento fundamental do grupo e responsabilizar-se pelos seus atos, lixo e consumo. “Seja querido”
  • Todos devem entender a relação entre nosso consumo e a produção, com perspectiva na finitude dos recursos naturais e nossa dependência deles
  • Quem vier, chegue para ajudar. Sempre há muitas demandas para alimentar um grupo, além de todas as outras, da limpeza do banheiro à arrumação do salão. Por isso, aprenda e cubra várias funções com sagacidade e eficiência!
  • Busque soluções para os problemas, ao invés de alimentá-los. Entenda os sinais, energias e fluxos, e aproveite-os da melhor forma
  • Não desperdice nenhum tipo de recurso e use com consciência a água, a energia, alimentos e a lenha
  • Valorize o que tem, e tire o melhor proveito disso. Busque a eficiência máxima no design dos ambientes, nas combinações de plantas, nas relações entre elementos, na designação de pessoas e funções
  • Preocupe-se menos com hierarquias e conceitos fechados,  e mais com resultados, cooperação e as infinitas possibilidades que surgem com a sinergia da abundância
  • O que gera a abundância é a abundância, e ser autossustentável requer muito investimento em energia, tempo, recursos e trabalho
  • Nunca coloque música gritando no seu celular, laptop ou o qualquer tipo de aparelhos. Prezamos pelo silêncio contemplativo antes de qualquer maravilha sonora que possa ser manifestada ou reproduzida

 

O prazo sugerido de permanência é de pelo menos uma semana, para ter tempo de se desconectar da vida e problemas da cidade grande, sintonizar com a nossa frequência e assimilar a experiência.

 

 

Abaixo listamos algumas das lições que resultaram de vivências permaculturais:

DICAS PARA CADA UM, EM PROL DA HARMONIA DE TODOS

 

  • Não perturbar os outros (plantas, animais, pessoas)
  • Respeitar o espaço-tempo físico e espiritual dos outros
  • Cuide da sua própria saúde
  • Acordar em silêncio e respeitar o despertar coletivo, e o sono noturno
  • Cozinhar sempre pensando no grupo
  • Não criar situações constrangedoras
  • Manter tudo limpo sempre! Higiene é saúde
  • Tomar banho diariamente
  • Lavar a louça que usa
  • Lavar o banheiro, a casa e as ferramentas de forma simples e eficiente
  • Economizar onde dá, para investir onde precisa
  • Estudar sempre por novas soluções e usos para os elementos que dispomos em abundância
  • Criar surpresas agradáveis
  • Receber as pessoas com cordialidade e amor
  • Economizar lenha e todos os recursos naturais, mesmo os que aparentem ser infinitos
  • Não nos dê trabalho além do que já temos 🙂
  • Não roubar nada sob hipótese alguma, de ninguém, nem mexer sem autorização
  • Não mentir nem enganar quem te quer bem
  • Não dispersar durante as tarefas, pois isso aumenta o peso para quem está na responsabilidade,
  • Todo dia é dia de trabalho para a casa e cozinha, por isso, criamos uma escala de horário, que deve ser cumprida com zêlo e comprometimento
  • Não pregar fanatismo ou falsas profecias
  • Não desperdiçar o tempo dos outros falando bobagens

OBSERVAÇÕES FINAIS

Aqui na Escola de Permacultura trabalhamos com muitas demandas complexas e espontâneas, geralmente resolvendo danos ambientais nos locais onde nos reunimos. Pode ainda acontecer a mais ampla variedade de problemas, desde a falta dágua para o banho, uma farpa ou espinho furando o pé ou braço, até uma picada de bichos peçonhentos, tipo escorpiões e cobras venenosas. Além de todas as variáveis imprevisíveis que já consideramos, existe também todo o trabalho socioeducacional, que têm diversas demandas a serem supridas, por isso dizemos: é muito trabalho, 24 hs, para a equipe da casa.

 

Não temos tempo para perder com energias e pessoas que não se enquadram à nossa disciplina e filosofia de trabalho. A disciplina do silêncio contemplativo, do amor, do seva, do cuidar das pessoas, da natureza e de compartilhar.

 

Caso aconteça qualquer desalinho, os envolvidos serão imediatamente informados e será convocada reunião para reduzir os danos e solucionar o conflito.

 

Caso ocorra reincidência, resistência no erro, ou percebida a má fé, será convidado imediatamente a se retirar, além da reparação do dano.

 

Para um convívio harmônico e saudável, temos diretrizes éticas e morais a serem seguidas, e estão concentradas neste documento.

PRINCÍPIOS DO BOM SENSO PARA A CONVIVÊNCIA HARMÔNICA EM COMUNIDADE

ACORDOS COLETIVOS

■ Aterrise com humildade

■ Chegue para ajudar;

■ Faça por merecer;

■ Deixe um pouco de lado os seus diplomas e reaprenda sob novas perspectivas;

■ Gere empatia;

■ Honestidade em primeiro lugar: não se engane e não nos engane;

■ Cuide de si, das pessoas e do planeta;

■ Esteja sempre alerta para servir;

■ Não seja radical nem extremista;

■ Sirva à força da verdade e da luz;

■ Faça o bem sem olhar a quem;

■ Compartilhe o que tiver de bom, e dissipe o que tem de ruim;

■ Aprenda a pensar ecologicamente;

Nunca atrase o comboio;

■ Não mexa no que não é seu;

■ Se você veio até aqui para aprender, compreenda e fortaleça as regras da casa;

■ Se você veio para incomodar, volte para sua caverna;

■ Observe profundamente e interaja objetivamente;

■ Não faça aos outros o que não deseja para você;

■ Não perca nosso tempo com hipocrisias;

■ Mais ações e resultados do que opiniões e papos furados;

■ Respeite o espaço físico e espiritual dos outros;

■ Não faça ruídos, aonde houver silêncio;

■ Valorize a diversidade;

■ Preencha todos os espaços;

■ Pratique a jardinagem intensiva: plante alimentos em todos os lugares;

■ Trabalhe com a natureza, e não contra ela;

■ Entenda o problema como a solução;

■ É sempre válido ouvir a outra parte;

■ Agrupe funções;

■ Pode errar, só não atrapalhe;

■ Recursos desperdiçados são prejuízo;

■ Tudo o que se desperdiça, polui;

■ Planeje para gastar o mínimo e obter o melhor resultado;

■ Múltiplos elementos para cada função;

■ Multifuncionalidade dos elementos;

■ Faça mais com menos;

■ Valorize o que tem;

■ Se ainda não quebrou, não conserte;

■ Aproveite todos os recursos biológicos disponíveis;

■ Crie designs eficientes;

■ Desapegue-se do egoísmo e mesquinharia;

■ Reciclagem de energia no local;

■ Ser simples é ser incrível;

■ Reciprocidade;

■ Não procrastine;

■ Se for fazer, faça para valer;

■ Localize e elimine distrações e negatividades;

■ Entenda os sinais;

■ Cada observador tem um ponto de vista;

■ Não incomode e respeite os momentos dos outros;

■ PALAVRAS VALEM PRATA, O SILÊNCIO VALE OURO;

■ Dê amor e saiba receber amor;

■ Seja protagonista na sua vida;

■ Cooperação total, dando cobertura às lacunas percebidas;

■ Reduza o consumo;

■ Economize água;

■ Não seja sonso, nem folgado;

■ Assuma suas responsabilidades e erros;

■ Quando desarmonizar, as atividades podem ser suspensas até se resolver;

■ Numa roda, não crie conversas paralelas – quando um burro fala, o outro se cala;

■ Mantenha o equilíbrio entre disciplina e liberdade;

■ Entregue, confie, aceite e agradeça, sempre;

■ E nunca, nunca permita que suas vaidades e caprichos prejudiquem o bem comum do grupo.

 

****RESTRIÇÕES****

 

É absolutamente proibido trazer quaisquer tipo de bebidas alcóolicas, drogas, armas, pensamentos consumistas, capitalistas e lixos da cidade grande.

 

Também não admitimos racismo, preconceitos, machismo ou femismo exagerados, covardias, egoísmo, qualquer tipo de abuso, furtos, políticas exclusivas, coerção de religiões, música ruim, apegos às artificialidades e tudo o que foi inventado para condicionar a humanidade à ignorância e estagnação.

 

Não ouvimos músicas altas em nenhum ambiente de trabalho (cozinha, oficinas, áreas de vivências, quartos e camping). O lugar de música é na fogueira, sem exceções durante os horários de aproveitamento do dia. Os animais da floresta agradecem!

 

Se você não sabe porque está vindo, reflita bem antes de chegar! Aqui não é um lugar para incoveniência, desvios morais, aproveitadores, folgados, pessoas sem luz de uma maneira geral. É um lugar de aprendizado, de trabalho e de convivência em grupo.

 

Venha com amor, parta com amor! E até breve!

Se você leu até aqui e concordar com os direcionamentos acima, faça sua inscrição entre em contato por EMAIL

Maiores informações

contactar

Daniel Calfa

 

Aprendiz na Escola de Permacultura

www.facebook.com/escola.permacultura

Email: ecodecor.lab@gmail.com

+55 21 999818948

“Quanto mais calado, mais próximo da verdade”  

Daniel Calfa

 

link para o Programa Aprendiz Permacultural